(11) 4552-3020 [email protected]

      Viver em Paz e sem Encrenca é o que todos (pelo menos a maioria) querem!

      É importante ter regras

      As regras de convivência devem ser claras e os Condômios devem ter fácil acesso para que seja possível um convívio harmonioso. Os moradores e os gestores precisam compreender que estão vivendo em comunidade e o respeito é o fator principal para que todos possam viver em harmonia.

      1. Controlar o barulho

      Se há algo que incomoda, é o barulho. Claro que, às vezes, é natural fazer um barulho a mais, sobretudo em períodos de mudança ou de reforma do imóvel. Mas, de forma geral, é fundamental controlar o volume dos equipamentos dentro de casa e, até mesmo, o tom de voz.

      É preferível usar máquinas de lavar e fazer a limpeza durante o dia, evitando transtornos. Sabe aquela expressão que diz “não faça com os outros o que não gostaria que fizessem com você”? Então, é simples assim! Oriente os condôminos a seguirem esse pensamento. As confusões vão diminuir e o ambiente será mais tranquilo.

      2. Animais de Estimação

      Para os moradores que têm animais de estimação no seu apartamento, é muito importante que alguns cuidados especiais sejam tomados para que haja uma boa convivência entre todos. A falta de cuidados com os animais e a perturbação do sossego e do descanso dos vizinhos podem se transformar em um grande problema. Por isso, usar as entradas de serviço, utilizar sempre a guia em áreas comuns, limpar as sujeiras feitas pelo animal nas dependências do condomínio e não deixar o animal sozinho no apartamento por muitas horas são algumas atitudes que devem ser tomadas pelos donos dos animais.  Além disso, se caso o animal estiver causando transtornos aos vizinhos, o dono poderá estar sujeito a notificações ou até mesmo ser penalizado com multa, pois estará infringindo as regras estipuladas no regulamento interno e convenção.

      3. Apostar na cordialidade

      Um simples sorriso e uma frase amigável podem fazer toda a diferença para alguém, tornando o seu dia mais alegre. E o melhor: isso é totalmente de graça. Lembre-se aqui de que gentileza gera gentileza, então, comece você mesmo a distribuir simpatia. Pode ser que os colaboradores e moradores também entrem nesse clima e sejam mais cordiais com o próximo.

      4. Ter atenção às regras de segurança

      A questão começa no controle de acesso utilizado no condomínio. Independentemente da tecnologia empregada, é importante que todos respeitem as regras dispostas no regimento interno e que não haja qualquer tipo de exceção, tanto por parte da equipe de portaria quanto por parte dos condôminos.

      A equipe responsável pelo controle de acesso deve estar atenta aos procedimentos padrões e manter o rígido controle dos cadastros, das checagens e das liberações de pessoal, como moradores, visitantes e prestadores de serviço.

      Já por parte dos condôminos, é importante não passar informações a pessoas externas e garantir a liberação de visitantes ou prestadores somente após confirmação junto à equipe. Essas medidas garantem mais segurança em condomínio a todos os interessados e evitam possíveis transtornos.

      Em decorrência da pandemia originada pela COVID-19, a equipe de segurança precisa ficar ainda mais alerta sobre as pessoas que acessam o condomínio. É necessário fazer um reforço no protocolo de entrada e o registro dos visitantes e dos prestadores de serviços.

      5. Saber usar os espaços comuns

      Salões de festa, espaço gourmet, quadras, área da churrasqueira, sala de jogos, espaço kids: essas áreas existem para dar mais conforto e comodidade aos condôminos. É papel dos moradores, nesse contexto, zelar pelo patrimônio do condomínio, entregando o espaço do jeito que encontraram, sempre limpo e organizado.

      Em época de pandemia, é preciso redobrar os cuidados nesses locais para evitar a expansão do novo coronavírus, bem como o contágio pela COVID-19. Fale com os moradores e organize um revezamento para o uso dos espaços comuns de modo que seja possível evitar a aglomeração de usuários. Oriente também sobre o uso de máscaras e álcool em gel.

      6. Tratar os funcionários de forma cordial

      Os funcionários que cuidam da limpeza, da organização e da manutenção do condomínio estão contribuindo para o bem-estar dos moradores. Por isso, merecem a cordialidade de todos, pois não são empregados dos condôminos. Em caso de queixa sobre os serviços, o síndico ou o zelador são os responsáveis por ouvir as reclamações e repassar orientações a esses colaboradores.

      7. Vagas de Garagem

      As vagas de garagem são também uma questão constante na vida de quem mora em condomínio. Não estacionar o carro na vaga do vizinho sem autorização, não ultrapassar o seu espaço por ter estacionado o carro de forma errada ou por ter adquirido um veículo maior que o tamanho de sua vaga, não usar a garagem como depósito para entulhos, respeitar o limite de velocidade e não buzinar são algumas atitudes que os moradores precisam tomar bastante cuidado, além de muito bom senso e respeito a todas as normas de garagem do condomínio.

       

      Essas são dicas básicas, mas muito importantes para quem mora em condomínio viver em harmonia.